Emblema do Reino.

O Reino de Lugnica, conhecido também por Reino do Dragão (ルグニカ王国 Rugunika Ōkoku) é uma das quatro grandes nações do mundo e é o país onde a maioria dos eventos da história principal ocorre. É uma monarquia administrada historicamente pela agora extinta família Lugnica. Limita, de uma maneira ou de outra, todas as outras quatro nações. Lugnica é uma nação geograficamente grande, com uma população massiva de aproximadamente 50 milhões de indivíduos, com seus territórios capazes de suportar múltiplos ambientes e vários climas. É o lar de muitas raças e grupos étnicos, e a história do país se estende por pelo menos 400 anos no passado. Ele comemora seu dia nominal de fundação no dia 25 do mês no universo, Marshba.

Apesar da recuperação econômica e da relativa paz e estabilidade na maior parte do país, a Lugnica contemporânea é caracterizada negativamente por conflitos internos, tensão racial, dificuldades econômicas entre os mais desfavorecidos, desespero por uma nova liderança decisiva, tanto pelo público como pelo governo em transição, e mais recentemente pelo extremismo do culto religioso e pelo terrorismo.

História

  • Nota: Os personagens da história raramente descrevem eventos históricos em um contexto útil, então a unidade AN, “Antes de Natsuki”, e DN, “Depois de Natsuki”, será usado para colocar momentos no tempo com o melhor conhecimento disponível. Ambos são em referência à chegada de Natsuki Subaru ao novo mundo. Nesse caso, apenas AN será usado. Observe também que as unidades não são oficiais.

400 AN

  • A Grande Calamidade começa com o aparecimento da Bruxa da Inveja. A partir de uma data desconhecida e um local desconhecido, a Bruxa irracionalmente começa a destruir o mundo ao seu redor, colapsando a maioria das nações antigas, matando muitas. Suas ações também cicatrizam permanentemente a geografia do mundo.
  • O respeitável sábio Flugel, com as forças combinadas de sua aprendiz Shaula, o dragão Volcanica, e o Primeiro Espadachim Santo tentam matar a bruxa da inveja. No entanto, porque a bruxa é incapaz de ser morta, ela é selada dentro da vasta extensão das Dunas de Areia de Augria. A grande Torre de Vigia de Plêiades é construída para garantir que a bruxa nunca seja libertada novamente.
  • Lugnica e seu vizinho do sul, o Império Volakia, estão mais uma vez em guerra. O rei de Lugnica, Farsale Lugnica, faz uma aliança com o dragão Volcanica para proteger o reino, encerrando o conflito. O pacto incita a Volcanica a proteger o reino de qualquer ameaça externa, mas não diz nada sobre a intervenção em operações ofensivas ou em conflitos internos.

100 AN

  • O Arcebispo da Avareza, acompanhado da Bruxa da Vanglória, ataca a Floresta de Eriole em busca de um selo misterioso nas profundezas da floresta. Muitas vidas élficas são perdidas na campanha. O ataque termina quando uma jovem meio-elfo chamada Emilia congela toda a floresta em uma raiva repentina e descontrolada. A floresta, Emilia e todos os habitantes élficos ficam congelados no gelo por quase um século.

Aproximadamente 50 AN

  • Uma princesa real de Lugnica, Emerada Lugnica (que pode ou não estar relacionada a Arcebispo da Luxúria), morre em uma idade jovem devido a uma doença misteriosa. Por razões desconhecidas, as notícias de sua morte seriam mantidas em segredo por muitos anos depois. Por razões ainda mais estranhas, ela foi recusada a um funeral de estado, sendo a razão vagamente declarada que “o sentimento nacional era contra". A mesma doença acabaria com toda a realeza conhecida de Lugnica cinquenta anos depois.

Aproximadamente 50 a 40 AN

  • Uma guerra civil de quase uma década, nomeada Guerra Demi-Humana, explode no reino brutalmente. A “guerra civil” é descrita com mais precisão como uma rebelião maciça que colocou a minoria Demi-Humana baseada nas terras orientais do território de Lugnica contra a maioria humana que dominava o Reino de Lugnica. Antes do início dos combates, as tensões raciais entre os humanos de Lugnica e as Demi-raças estavam estabelecidas há muito tempo, e fervendo por muito tempo. Devido às ações da Bruxa da Inveja muitas centenas de anos atrás, Meio-Elfos e outras meias raças foram consideradas heréticas, com o preconceito logo se estendendo aos Demi-Humanos relativamente relacionados. Essas tensões raciais continuaram a crescer por 350 anos. Algum tempo depois, uma vila de Demi-humanos se envolveriam em um pequeno conflito com uma vila humana. No entanto, durante as negociações, os representantes humanos foram assassinados, levando os dois lados a se culparem pelos assassinatos, contribuindo para mais confusão e violência.
  • Este evento seria a centelha que acenderia a guerra. Começando com a rebelião de várias tribos no leste, a rebelião continuaria a se espalhar por todo o reino, a ponto de um impasse sangrento. Através dos esforços de pessoas como o Santo da Espada,Theresia van Astrea, e Wilhelm Trias, apelidado de "Demônio da Espada" por sua absoluta crueldade no campo de batalha, o impasse acabaria se voltando contra os Demi-Humanos. Os Demi-Humanos acabariam admitindo que não beneficiaria ninguém continuar os combates, embora ainda afirmassem não ser a parte responsável pelos assassinatos iniciais que desencadearam tudo isso dez anos antes.
  • O trauma do horror e da violência da guerra ainda existe nas profundezas da população geral de Lugnica, tanto humana quanto demi-humana. Como nenhum dos muitos problemas que causaram a guerra foi realmente resolvido até o final dos combates, as pessoas nos dias atuais ainda abrigam grandes preconceitos contra as meias raças, mesmo que não sejam faladas em voz alta.
  • Algo a ser mencionado é que, durante a guerra civil, o "Demônio da Espada" Wilhelm Trias e o Santo da Espada, Theresia van Astrea, se encontrariam de forma consistente, começando com o primeiro encontro em um pátio de construção abandonado na Capital Real. Ao longo de três meses, Wilhelm voltaria a avaliar sua vida de cinismo e violência através da conexão com Theresia. Ele a encontraria novamente, mas desta vez no campo de batalha, onde Theresia salvaria Wilhelm de ser dominado por demi-humanos. Wilhelm logo viria a invejar e admirar a arte e a espada de Theresia. Começando a perceber a implicação e o dever do trágico destino de Theresia, ele resolveu libertá-la de sua obrigação como a Santa da Espada. Eles não se encontrariam novamente por algum tempo.

Aproximadamente 40 AN

  • Nas comemorações do segundo aniversário do fim da guerra civil, Wilhelm Trias retornaria para "salvar" Theresia van Astrea da vida potencialmente contaminante de ser o Santo da Espada. Ele lhe proporia da maneira mais wilhelmiana, um duelo de espadas e, no ano seguinte, eles se casariam do qual ele ganhou. Wilhelm Trias usaria o sobrenome de sua esposa para se tornar Wilhelm van Astrea e, por algum tempo depois, o papel de Santo da Espada foi temporariamente aposentado para permitir que Theresia vivesse uma vida de casada. Algum tempo depois, Heinkel Astrea, o futuro vice-comandante da elite da Guarda Real nasceria.
  • Logo após o final da Guerra Demi-Humana, o Arcebispo do Orgulho iniciou uma campanha de movimentos secretos contra o Reino de Lugnica. A princípio, em segredo, como mencionado anteriormente, e depois a sério, quando se confirma que a Espadachim Santa Theresia van Astrea está grávida. O incidente culminou na convocação do "Dragão Negro" que poderia muito bem destruir o país se não fosse pela intervenção do dragão Volcanica pela primeira vez em séculos.

14 AN

  • A espadachim Santa atual, Theresia van Astrea, juntou-se a uma companhia de cavaleiros, é enviada em uma expedição para subjugar a Besta da Névoa, também conhecida por Baleia Branca, que aparecerau no país nessa época. No entanto, a missão terminou catastroficamente e Theresia não estava entre os poucos sobreviventes restantes a retornar. Isso seria lembrado mais tarde como o Primeira Grande Expedição.
  • Reinhard van Astrea torna-se o próximo Santo da Espada aos 5 anos. Sua herança das bênçãos e poderes do Santo da Espada chegou em um momento bastante infeliz, pois a repentina transferência de poder resultou em sua avó e anteriormente Santa da Espada, Theresia van Astrea, perdendo seus poderes no meio da batalha com a Baleia Branca, sem querer levando à sua morte.
  • A filha recém-nascida de Ford Lugnica, o irmão do 41º rei Randohal de Lugnica, é sequestrado por ladrões que se infiltraram em seu castelo sem serem detectados. A criança nunca foi recuperada. Supostamente, alguém da elite Guarda Real permitiu que os invasores escapassem no momento em que estavam prestes a ser pegos. Também há boatos de que os ladrões foram contratados por Heinkel Astrea mencionado anteriormente por razões desconhecidas. O incidente e até a existência da criança não são conhecidos publicamente, mas o seqüestro do bebê real teria grandes consequências na sociedade interna dos guardas reais.É um dos poucos eventos não registrados no Lápide Dragônica. No entanto, um atual candidata à seleção real, Felt, é reconhecida por ter as características comuns da família Lugnica, é suspeita de ser a filha desaparecida.

13 AN

  • rumores pertubadores surgem sobre a Família Argyle, relativo ao alegado abuso e tortura de Felix Argyle por seu próprio pai, Biehn Argyle, são investigados pelo duque Karsten e sua filha, Crusch Karsten. O resultado da investigação leva a família Argyle a ficar arruinada, perdendo todos os seus territórios e ativos, exceto um pedaço de terra não cultivada, que efetivamente retira sua nobreza.

10 AN

7 AN

  • Pack, um espírito criado pela bruxa da avareza, descongela Emilia na floresta de Eriole e começa a atuar como seu amigo e mentor.
  • O incidente é conhecido como o "Dia do Céu e Terra Vermelha" ocorre quando Melakuera, o grande espírito de fogo reinante, ataca a floresta de Eriole em busca da Emilia "meia-bruxa". O espírito que acompanha Emilia, Pack, a protege e luta contra Melakuera. Melakuera perde a batalha e morre, com Pack herdando o título do próximo Grande Espírito de Fogo.

5 AN

  • As Planilhas Fourtour são devastadas pelo Coelho Volumoso e as aldeias vizinhas são forçadas a evacuar. O duque Karsten e seus oficiais enfrentam-no em batalha, mas ele sofre ferimentos. Crusch Karsten, de 17 anos, chega mais tarde com Felix Argyle junto com outro contingente de soldados e consegue expulsar a criatura.
  • Hannah Argyle, a esposa do arruinado Biehn Argyle morre repentinamente. Lord Argyle, já um pária na sociedade lugnicana, começa a se aprofundar na depravação com sua pesquisa ilegal sobre ressurreição. Somente muito mais tarde seria descoberto que Biehn havia brutalmente assassinado sua esposa; o motivo é desconhecido, mas as facadas frenéticas sugerem algum tipo de argumento intenso.

2 AN

  • Todos os membros da família real começam a morrer em massa devido à mesma doença desconhecida que supostamente matou a princesa Emerada.
  • Felix Argyle Vira um Cavaleiro Real via recomendação pelo Instituto Real de Cura, pois sua Proteção Divina da Água lhe concedia incríveis poderes de cura, essenciais para as operações militares. Sua nomeação para a Guarda Real é ainda influenciada por uma recomendação de seu amigo íntimo, o 4º príncipe de Lugnica, Fourier Lugnica.
  • Biehn Argyle foi descoberto que estava se comunicando com um agente estrangeiro de Volakia para obter escravos para experimentação em seres humanos. A Casa Karsten mais uma vez assume a tarefa de investigar a família Argyle, e os seguintes eventos levam a um confronto na propriedade Argyle entre a milícia Karsten e os soldados cadáveres de Biehn, o resultado de suas experiências de ressurreição. Biehn consegue brevemente completar o ato de ressurreição de sua esposa, apenas para estrangulá-lo até a morte. A última alma da mansão, a única empregada Hannah Regret se tranca no quarto com Biehn e sua esposa enquanto a mansão queima após as batalhas. O evento é encoberto e os moradores da mansão Argyle são oficialmente declarados mortos por um incêndio acidental.
  • Como no caso do resto da família real, Fourier Lugnica fica doente com a epidemia misteriosa. Seu pai, o rei Randohal Lugnica, também fica doente nessa época. A família real está efetivamente paralisada.

1 AN

  • O príncipe Fourier Lugnica morre em paz após um ano de luta contra a doença. Com um sonho final de casamento, ele morre pacificamente no colo de Crusch Karsten, a mulher que amava. Felix se torna oficialmente o cavaleiro de Crusch e Crusch inicia oficialmente sua oferta pela Seleção Real, muito influenciada pela morte do príncipe.
  • A extinção total da família real conhecida de Lugnica leva à abolição da aliança entre o Reino de Lugnica e o dragão Volcanica, e o potencial vácuo de poder ameaça se tornar uma emergência nacional. O Conselho de Anciãos, liderado pelo primeiro-ministro Miklotov McMahon assume o controle do governo e luta para lidar com a questão da sucessão. Crusch é a primeira das cinco candidatas que têm as qualificações para potencialmente serem o novo governante de Lugnica, conforme indicado pelas Insígnias do Dragão. Ela imediatamente se move para conhecer o "Espadachim Demônio" Wilhelm van Astrea, agora um homem velho, embora capaz, e o convida para seu acampamento em troca da ajuda da Casa Karsten na caça à baleia branca que matou sua esposa.
  • Roswaal L Mathers encontra-se com Emilia e Pack. Depois que Pack e Roswaal lutaram durante meio dia, Emilia neutralizou a situação e aceitou o convite de Roswaal para sua mansão depois que ele lhe mostrou as Insígnias do Dragão e a seduziu a se juntar à Seleção Real para "libertar os elfos".
  • Priscilla Barielle, a filha do imperador volakiano Drizen Vollachia e a jovem esposa do lorde proeminente Leip Barielle é descoberta como outra candidata governante. Um torneio é realizado para ela escolher seu cavaleiro pessoal entre cinquenta. Surpreendentemente, um ex-gladiador com o nome de Aldebaran é escolhido mesmo não estando no top 4 no ranking final do torneio.
  • Pouco depois, Leip fica indisposto após "misteriosamente" entrar em choque e depois morrer. Como único herdeiro, Priscilla ganha controle sobre seu território. O domínio prospera milagrosamente graças à sua sorte divina.

6 meses AN

  • O reino de Lugnica entra num pacto de não-agressão com Volakia.


Informação

Geografia

Kingdom Lugnica.png

O Reino de Lugnica é o país mais oriental do continente, na fronteira ao norte se encontra Gusteko, ao Sul Volakia e Kararagi ao Oeste.

A capital real, a cidade de Lugnica, está localizada dentro de um complexo de cinco grandes capitais regionais centralizadas em torno da capital, formando a forma aproximada de um pentágono.

A capital é dividida em cinco camadas circulares, também conhecidas como distritos, e os cinco distritos são organizados de cima para baixo, como uma estrutura feudal. A camada mais alta e a primeira é tradicionalmente a terra da realeza, enquanto a segunda camada é dominada pela nobreza e pelos ricos. A terceira camada é dedicada principalmente a fins econômicos e comerciais, e a quarta e quinta camadas são residências dos cidadãos comuns e dos empobrecidos, respectivamente.
O quinto distrito é chamado apropriadamente, o Distrito Pobre.

O país contém várias regiões onde montanhas e colinas são comuns, com os picos mais proeminentes da região da Capital Real. O país é amplo o suficiente para suportar uma ampla gama de ambientes diferentes, desde grandes florestas temperadas até regiões climáticas mediterrâneas e áreas desérticas com dunas de areia. Lugnica, na realidade, Não parece ser uma nação tão grande, considerando as distâncias de viagem a pé, mas o país é raramente explorado pelos personagens da história, qualquer tentativa de estimar o tamanho do reino é simplesmente impossível.

Uma das características mais notáveis ​​de Lugnica era a árvore Flugel, uma árvore maciça com centenas de metros de altura plantada pelo sábio ao longo da rodovia Lifaus que leva à capital. A árvore foi derrubada durante a última caça às baleias, liderada por Natsuki Subaru.

População

É mencionado na web Novel que a população do Reino de Lugnica é de aproximadamente 50 milhões de pessoas, o que é absolutamente imenso para uma nação medieval. Para comparação, o Japão atingiu apenas 50 milhões de habitantes no ano de 1909. É muito possível que esses números sejam exagerados ou mesmo imprecisos. A capital real, a cidade de Lugnica, é mencionada como tendo uma população de cerca de 300.000 habitantes, com as outras cinco grandes capitais regionais com populações de 200.000 a 300.000 habitantes. Existem outras pequenas cidades, vilas, aldeias e assentamentos espalhados por toda a terra.

A maioria dos Lugnica é humana, mas há também uma grande minoria de demi-humanos, ou humanóides com características semelhantes a animais em graus variados. Os semi-humanos têm sido historicamente oprimidos pela maioria dos humanos, e a tensão leva a surtos de rebeliões. Embora os demi-humanos habitem habitualmente as áreas orientais do país, existem populações consideráveis ​​de minorias nas cidades.

Elfos e semi-elfos são conhecidos por habitar Lugnica, assim como muitos espíritos sencientes.

Governo

Lugnica também é conhecida como Reino do Dragão (親竜王国ルグニカ Shinryū Ōkoku Rugunika), tendo prosperado no passado devido ao pacto com o Dragão. Como todos os membros conhecidos da família real estão agora falecidos, a lei marcial está atualmente em vigor, com o Conselho Sábio assumindo o papel de governo por enquanto. De acordo com a profética Tabuleta do Dragão, cinco jovens foram selecionadas como candidatas a se tornarem a Donzela do Dragão e a monarca eleita.

Magos

Os melhores magos de cada um dos seis elementos recebem um Título de Cor (『色』の称号 Iro no Shougou), que são títulos que mostram suas habilidades com um elemento específico. Esses títulos foram criados quando Lugnica reorganizou a base de seu sistema mágico após a Guerra Demi-Humana. Atualmente, o azul (água) pertence a Felix Argyle, enquanto vermelho (fogo), Verde (Vento), e Amarelo (Terra) pertencem a Roswaal L Mathers, os títulos Preto (Sombra) e Branco (Luz) não pertencem a ninguém atualmente.

Religião

O país adora o dragão como sua divindade nacional e ele está vinculado a uma aliança estabelecida com a família real de Lugnica, séculos atrás. As imagens do dragão são vistas em quase todos os cantos de Lugnica, apesar do dragão se desassociar da realeza.

Figuras como o Grande Sábio e primeiro espadachim santo também parecem reunir uma quantidade digna e comparável de respeito, tanto de maneira bíblica quanto secular.

Outro conjunto de crentes religiosos é claro que os adoradores da Bruxa da Inveja, conhecidos como o Culto da Bruxa. O Culto das Bruxas é realmente ativo, se não mais ativo, em áreas fora de Lugnica. Apesar de ser uma organização grande e cada vez mais ativa, o culto é extremamente secreto por natureza.

Economia

Arquivo:Holy Gold Coins.png

300px

A cunhagem de moedas em Lugnica vem em quatro tipos conhecidos de moedas. A menor denominação de moeda é a moeda de cobre que tem a figura do castelo real. A segunda denominação da moeda é a moeda de prata que tem a figura do sábio. A terceira denominação da moeda é a moeda de ouro que contém a figura do primeiro santo da espada.
E, finalmente, a moeda mais valiosa é a moeda de ouro sagrado, que tem a figura do dragão.

O preço das coisas muda de tempos em tempos, especialmente no comércio de recursos vitais em Lugnica, como produtos de ferro e pedras de mana. Contudo, foi mencionado por personagens do universo que nos últimos anos o país está passando por uma crise econômica, agravada ainda mais por uma grande fome recente. Apesar da atual recuperação, os problemas do país deixaram suas finanças instáveis ​​e seu povo desesperado.
Considerando o tamanho imenso da população do Reino, mesmo em tempos difíceis, pode-se supor que o país tenha uma indústria agrícola maciça, ou pelo menos aprimorada, produzindo frutas exóticas e todo tipo de produtos, como maçãs, limões, pimentas e açúcar a taxas consistentes, permitindo que a população permaneça estável.

Considerando também o uso extensivo de pedra cortada e na construção de muitas cidades de Lugnica, pode-se deduzir que Lugnica também possui um setor de artesanato avançado composto por pedreiros, arquitetos e planejadores urbanos. Talentos de engenharia, como estradas largas e pavimentadas em suas principais cidades, fontes de água de trabalho em mercados, e os projetos de obras hidráulicas em Priestella dão uma idéia do estado avançado da infraestrutura e, portanto, da sociedade na cidade urbana de Lugnica, que já está muito além do estado das coisas em nossa Era Medieval.

Militarismo

O exército nacional de Lugnica é o Exército Real, atualmente liderado por Marcos Gildark. Além deles, existem vários exércitos provinciais que ajudam a defender a fronteira do país governada por senhores regionais.

Lugnica também é capaz de usar um número desconhecido de artilharia mágica com semelhanças com a Maser cannons da série godzilla.

O país também está de posse do maior patrimônio militar do mundo conhecido: o Santo da Espada, Reinhard van Astrea, bem como o ainda ativo Dragão. Felizmente para outras nações e adversários do governo, o Reino está em uma situação complicada para utilizar de toda a sua força, nem o Dragão ajudará em uma invasão.

Localizações

Lugnica: Lugnica é a capital do reino de Lugnica.

  • Rua do Mercado: Situado no Distrito Comercial, é a principal via que liga a todas as partes da cidade e à área comercial central da capital. Notavelmente, há uma placa na entrada para as taxas de câmbio oficiais por dinheiro.
  • Torre da Prisão (監獄塔): A Torre da Prisão é uma torre adjacente ao castelo real e é usada para aprisionar aqueles que cometeram crimes graves.
  • Instituto da Cura (王国治療院): Uma instalação onde excelentes curandeiros são reunidos de todo o país. Está localizado no distrito nobre da capital.
  • Knights Garrison: Sede principal dos "Cavaleiros do Reino" e onde está a sua elite: a "Guarda Real". Fica entre o Distrito Comercial e Distrito Nobre separando-os por um grande arco conectado a enormes edifícios brancos.

Priestella (プリステラ Purisutera): Também conhecida como Cidade dos portões de água (水門都市 Suimon Toshi), Priestella é uma das cinco capitais regionais de Lugnica e é a mais próxima de Kararagi com o rio Tigracy os separando. É uma cidade bonita e um famoso local turístico, construído no meio de um grande lago, com cursos de água que percorrem a cidade. As vias navegáveis ​​dividem a cidade em quatro partes chamadas avenidas, numeradas no sentido horário do portão principal. É também o berço de Hoshin of the Wilderness e tem sido associado a comerciantes por causa de sua proximidade com Kararagi. Priestella é liderada pelo 'Conselho Sacerdotal de Dez' . Durante os eventos do Arco 5, todo o conselho foi aniquilado, exceto Kiritaka Muse.

  • Ponte Tigracy: Uma ponte de pedra que fica sobre o rio Tigracy, no lado lugnicano, que leva aos portões da frente Priestella.
  • Hospedaria Plumagem da Água (水の羽衣亭 Mizu no Hagoromo-tei): Hospedaria no estilo Kararagi localizada na primeira avenida de Priestella.
  • Câmara Municipal: A Câmara Municipal é um prédio alto no centro da cidade. Abriga um grande dispositivo de comunicação usado para transmitir por toda a cidade.

Picoutatte (ピックタット): Picoutatte é uma das cinco capitais regionais de Lugnica. É uma bela cidade mercante separada em cinco áreas diferentes: norte, sul, leste, oeste e central. As regras e os recursos são diferentes em cada área. A Companhia Suwen está localizada na área oeste.

Pappelt (パッペルト): Uma cidade no sul de Lugnica, onde Regin Suwen, Otto Suwen irmão mais novo vive. Esta cidade está ameaçada pela teia de monstros aranha da terra.

Flanders (フランダース): Flandres é uma das cinco capitais regionais de Lugnica, localizada na parte sudeste do país, no planalto de Hyclara. Também é conhecido como Capital dos Dragões Terrestres (地竜の都 Chiryuu no Miyako) devido a ser conhecido como o local de origem dos Dragões da Terra. Volcanica é dito ter se tornado amigo de Reid e Shaula aqui, além da terra ser abençoada pelo dragão para que os dragões da terra nasceriam. É famoso por ter o que é conhecido como "indústria de dragões", já que a cidade faz uso de seus dragões terrestres além do trabalho de transporte, como acionar rodas d'água, abrir e fechar canais ou levantar e abaixar pontes levadiças. Essas inovações só são possíveis devido à abundância de dragões da terra lá. O território Astrea está localizado nas proximidades.

Planície Redonas: Local de uma das primeiras grandes batalhas da Guerra Demi-Humana. É também onde Wilhelm van Astrea e Grimm Fauzen se encontraram a primeira vez.

Campo Castour: O local da segunda grande batalha durante a Guerra Demi-Humana.

Pântano Aihiya (アイヒア湿地帯): Um pantanal que está localizado na região sul do país e faz fronteira com o Império Volakia. Foi o local da maior batalha da Guerra Demi-Humana. Os pântanos eram adjacentes à base de operações da liderança da aliança demi-humana.

Arquivo:Shamrock Valley - EX2 Manga.jpg

200px

Vale Shamrock (シャムロック渓谷): Um vale a sudeste de Lugnica, onde Campo de teste da esfinge (スピンクスの実験場) está localizado. É descrito como sempre coberto por uma névoa espessa. O local não podem ser invadido sem o od de Esfinge ou algo que o contenha.

Hakchuri (ハクチュリ): Hakchuri é a única cidade pequena dentro do território Astrea e é onde a Mansão Astrea está localizada. Os planaltos de Hyclara ficam entre ele e a Flandres. Suas principais indústrias são agricultura, pecuária e dragões da terra. Pessoas com cabelos castanhos são mais comuns na área, enquanto pessoas com cabelos loiros são mais comuns perto da capital.

  • Mansão Astrea: A Mansão Astrea é uma grande mansão com canteiros de flores no jardim que Wilhelm van Astrea gostava de olhar junto da esposa.

Fleur (フルール): Uma pequena cidade de escala na rota mais longa para o território de Roswaal. Subaru conheceu Otto bêbado aqui em um ciclo e o contratou para um passeio depois de passar a noite lá. É mencionado que Fleur é a cidade natal de Grimm Fauzen.

Hanumas: Aldeia fronteiriça que fica na entrada do domínio Mathers.

Fourtour Planilhas: Uma área selvagem nas terras de Karsten, onde animais como o ubuzu podem ser encontrados.

Cramlin (クラムリン): Uma cidade perto da capital. Está localizado no sudeste da capital. Está localizado próximo à Rodovia Lifaus, ao lado do Monte Cordor. Tem cavernas perto da cidade, uma das quais habitada por um Sunamimizu.

  • Monte Cordor: Uma montanha que também é conhecida como Ninho das Cobras da Terra fica perto da cidade de Cramlin.

Moinhos Gray (ミルグレー): Uma cidade perto da capital. Está localizado a oeste de Fleur, perto da Rodovia Lifaus. A cidade é famosa por seus moinhos de vento.

Bonobo (ボノボ): Uma cidade perto da capital. Ele está localizado entre Moinhos Gray e Cramlin na estrada Lifaus. A cidade é famosa por suas destilarias.

Lifaus Highway: Uma vasta via nas proximidades de onde anteriormente estava a Árvore de Flugel. A árvore é gigantesca o suficiente para ser vista por quilômetros, embora tenha sido destruída durante a batalha contra a Baleia Branca.

Vila Arlam (アーラム村): Vila Arlam é uma vila localizada perto da Mansão do Roswaal com uma população de cerca de 300 pessoas. O nome da vila muda com base no sobrenome do chefe atual. Há também um grupo de jovens criado por jovens na vila.

Floresta de Eriole: Uma densa floresta da floresta atualmente pertencente a Roswaal, onde os Elfos viveram uma vez. Está localizado no nordeste de Lugnica. A vila possuía seu próprio selo, que estava sendo guardado pelos elfos. Cerca de 100 anos atrás, a floresta foi atacada por ambos Pandora e Regulus Corneas, que acabou causando o congelamento de toda a área por Emilia.

Ganaks (ガナクス): Uma cidade mineira localizada perto da floresta de Eriole, a nordeste. A cidade fica no sopé da cordilheira de Gina e foi considerada uma das seis grandes cidades da Re:Zero OVA Bond of Ice antes de Tappei mudar o número de grandes cidades para cinco. Assim como sua prolífica indústria de mineração, Ganaks é famosa por seu distrito de entretenimento. À noite, a rua principal de Ganaks é iluminada pelas luzes de lindas lâmpadas de cristal. Longe da rua principal, Ganaks também abriga um submundo violento.

A Floresta de Clemaldy (クレマルディ): Clemaldy é o nome da floresta densa que circunda o santuário. É apelidado de "A Floresta Perdida" devido à barreira que impediu os exploradores de explorar completamente suas profundezas.

  • Santuário (聖域 Seiiki): O Santuário é uma vila pobre localizada no território de Roswaal, que foi cuidada por vários Mathers ao longo dos anos. A vila em si é um grupo de edifícios localizados em uma clareira dentro da floresta e apenas metades moram lá. Está cercado por uma cerca curta com um antigo portão de pedra na entrada. Embora Roswaal se refira a ele como o Santuário, os aldeões se referem a ele como o Túmulo da Bruxa da Avareza (強欲の魔女の墓場 Gōyoku no Majo no Hakaba).
  • Barreira do Santuário (聖域の結界 Seiiki no Kekkai): Uma barreira criada por Echidna que impede que as meio humanos saiam dela. Todos meio humanos que se aproximam começam a perder a consciência e a sentir como se sua existência estivesse sendo perturbada. Mesmo que alguém pegue uma metade inconsciente que atravessou a barreira, nunca acordará fora da barreira, pois seu espírito está preso nela. A barreira verifica o sangue daqueles que se aproximam e afeta apenas aqueles que determina claramente como meio humanos. Isso também faz com que aqueles que não têm permissão para entrar no Santuário se percam.

Costuul (コスツール): Uma cidade Demi-Humana movimentada perto da residência principal da família Mathers, com uma população próxima de 100.000 habitantes. Há rumores de que Costuul costumava ser um poço do dragão.

Ladrima (ラドリマ): Uma vila no sudoeste de Lugnica, na fronteira com o Império Volakia, na parte sul do Barônia de Barielle.

Agante (アガンテ): Agante é uma cidade bandida no sudoeste de Lugnica, perto do Baronia de Barielle.

Guineb (ギネブ): Guineb é uma cidade discreta nas montanhas do sul de Lugnica. A cidade é construída em torno de uma mina de minério mágico, mas a mina já está esgotada.

Abiate (アビエイト): Abiate é uma cidade no sul de Lugnica. A mansão McMahon fica a meio dia de viagem da cidade.

Arquivo:Mirula.png

100px

Mirula (ミルーラ Miruura): Mirula é a cidade mais próxima das dunas de areia de Augria. A cidade é descrita como uma pousada praticamente deserta, consideravelmente menor que as principais cidades de Lugnica. A cidade está localizada ao norte da maior floresta do Reino e a oeste das Dunas. A cidade experimenta o "Tempo de Areia" das Dunas de Areia de Augria, para a qual seus poucos moradores se trancam dentro. Afirma-se que muitos viajantes que desafiam as Dunas de Areia de Augria passam por esta cidade.

Cadeia de montanhas Gina(ギナ山脈): Uma cordilheira na qual a lenda diz que Volcanica já viveu lá. Tornou-se uma fonte mágica de mineração de minério e é necessária permissão do reino para entrar. A cordilheira fica no nordeste de Lugnica.

Coffleton (カッフルトン) Uma aldeia na ponta mais ao sul dos territórios de Barielle. A aldeia é menor que a propriedade Barielle. Segundo os registros do censo, existem 88 residentes. Está localizado na bacia do rio Tenrill.

Dunas de Areia de Augria (アウグリア砂丘 Auguria Sakyuu): As dunas de areia de Augria é uma área localizada na parte leste do reino de Lugnica. Devido à sua proximidade com o Santuário da Bruxa da Inveja, as Dunas de Areia de Augria têm uma alta concentração de miasma de bruxas, tornando-o um local ideal para as Feras Demoníacas viverem. Bestas Demoníacas que vivem aqui são mais fortes e mais agressivas do que o normal, embora poucas morem na área.

  • Torre de Vigia de Plêiades (プレアデス監視塔 Pureadesu Kanshitou): A Torre de Vigia de Plêiades é uma torre de vigia que está sendo supervisionada por Shaula. A torre tem seis camadas e um piso subterrâneo. Os nomes respectivos de cada andar, de um a seis, respectivamente, são Maia, Electra, Taygeta, Alcyone, Celaeno, e Asterope.
  • Santuário da Bruxa da Inveja (封魔石の祠 Fuumaseki no Hokora): O Santuário da Bruxa da Inveja é onde Satella está selada.

Galeria

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.